ENTIDADES AVISAM AO SECRETÁRIO FILIPE SABARÁ : " VAI TER LUTA!" | DEVOLUTIVA DA REUNIÃO. - FÓRUM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

FÓRUM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

FÓRUM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL -FAS Espaço de debate, proposituras e controle social da Política Pública de Assistência Social da Cidade de São Paulo

quinta-feira, 13 de julho de 2017

ENTIDADES AVISAM AO SECRETÁRIO FILIPE SABARÁ : " VAI TER LUTA!" | DEVOLUTIVA DA REUNIÃO.

EXECUTIVA DO FAS REÚNE MAIS DE 100 ENTIDADES SOCIAIS QUE MANTÉM PARCERIA COM SMADS PARA AVALIAR A SITUAÇÃO ATUAL E ENCAMINHAR PROVIDENCIAS. Leia o relato:

O Fórum da Assistência Social da Cidade de São Paulo -FAS/SP, único e legitimo, através de sua Coordenação Executiva,  reuniu dirigentes de entidades conveniadas afim de saber a posição das organizações sobre diversos temas e diante dos apelos das organizações para que houvesse alguma postura do coletivo face as medidas adotadas e que serão adotadas pela SMADS .
A adesão foi surpreendente ( houve até quem foi de moletas para não perder) e só não houve mais entidades ,pois,  tínhamos  uma limitação de espaço o que nos obrigou a fechar as inscrições  . Faltaram apenas 4 organização  que haviam se inscrito  ( que mandaram justificativa) mas outras também apareceram de " surpresa" e enquanto tínhamos lugares fomos liberando, outras no entanto, não puderam participar DESTA vez.
O FAS foi surpreendido com as falas que chegaram até nós que um falso coletivo ( conhecido como " FAS Tabajara") realizou uma atividade obscura afim de fazer palco ao atual secretário Filipe Sabará , este por sua vez, que na ocasião anunciou que haveria o corte da verba de alimentação, uma vez que  as entidades, segundo o secretário , compram produtos muito mais caros que os preços praticados no mercado. Ainda ,segundo o secretário, SMADS faria as compras e com o volume maior seria possível negociar preços mais baixos e o dinheiro resultante dessa suposta economia poderia ser utilizado para outros fins dentro da pasta. Ao fazer essa fala nesse falso denominado FAS e ser ovacionado por plateia selecionada, sem dúvida, o secretário ficou com uma falsa impressão que a cidade apoia tais medidas.

Notem... esse  falso "fas" ( as entidades que lideram esse ajuntamento) até para pagar o dissídio de trabalhadores (ou seja o mínimo) foi necessário ações judiciais ( movidas pelo sindicato dos trabalhadores o Sitraemfa)  e é justamente comandado por entidades que estão sendo contempladas com os convênios novos e indicando nomes para compor diversas coordenações de SMADS ( Basta notar que vários coordenadores 'novos" já foram gerentes dessas ong,s) ou seja o palco montado  para nada mais serviu a não ser  agradar o "patrão".Inclusive soltaram críticas sobre a reunião de hoje nas redes sociais  , provavelmente para mostrar ao "chefe" que nadam tem haver com isso. Porque ao invés de criticar a luta dos outros não fazem o enfrentamento ao invés de "cena" para a platéia? Ao público mostram-se supostos defensores do SUAS , mas  na obscuridade compactuam com absurdos por migalhas .
No entanto, tal fala neste famigerado evento, repercutiu muito mal e causou profunda indignação entre as entidades que se sentirão desrespeitadas uma vez que aparentemente a afirmação do secretário de algum modo sugere que as ongs ( e vejam jogam todos no mesmo "balaio" ) não sabem administrar e são incompetentes. 
Somado a isso houve reunião com entidades que mantém serviços voltados a população em situação de rua ( convocado pelo próprio Filipe Sabará) onde o secretário após falar que " não há recursos" e ventilar as medidas "novas" sobre o repasse da alimentação , mas, sem dar detalhes novamente indignou os dirigentes uma vez que ele não abriu para o debate simplesmente encerrou a reunião e disse que faria   reuniões posteriores e "chamaria as entidades individualmente para conversar" .
Foi também levantado a questão da portaria que finaliza convênios ( em 30/07) de mais de 50 organizações e a pergunta foi : Após essa data o que acontecerá ? Encerra-se o serviço?
Esse breve relato não tem a pretensão de detalhar toda a extensa reunião mas informa o contexto geral. 
Após debates foi encaminhados entre várias medidas ( algumas por estratégia não divulgaremos no momento) a saber:

* Elaboração de uma carta aberta externando a posição do FAS sobre a postura de SMADS .
- Esse documento será enviado ao Governador , Prefeito, Secretário Floriano Pesaro , e para a população em geral. A ideia e panfletar isso nas periferias , centro , serviços afim de dar conhecimento sobre o que está acontecendo com a assistência social . Todos se comprometeram a dar publicidade e entrar em contato com os vereadores que conhece (independente da coloração partidária) e pedir apoio .

- Houve a avaliação que o governador e secretário de estado respeitam o trabalho das entidades e por isso devem ser acionados. 

- Esse documento deverá ser divulgado em breve .

* Buscar audiência com o secretária afim de que o mesmo detalhe tais planos e ouça a posição das entidades . 
- Havendo recusa do secretário em receber o FAS será escalonado pedido de audiência ao Prefeito .
-Caso o secretário seja receptivo e abra dialogo franco e aberto em futura reunião decidiremos os rumos conforme as negociações prosseguirem .

* Convocação do maior ato já realizado pela assistência social será dia 23/08 . 
- O ato em alguns dias vamos detalhar e fazer a convocação do local , hora e instruções. Como não foi possível acertar tudo a executiva deve se reunir e organizar tudo .   

* Acionar Ministério Público .

* Buscar apoio de outras autoridades e personalidades públicas para nos ajudar a defender o orçamento e a manutenção dos serviços existente.

* Buscar apoio de outros coletivos sintonizados com nossas bandeiras

* As entidades pactuaram evitar fazer conversas "individuais " com a administração sobre temas comuns uma vez que fora da negociação coletiva as entidades estarão mais fragilizadas.

O recado é claro...não vamos tolerar ser tratados como parceiros de 5º categoria. As entidades tem muitos anos tocando essa política e certamente merecem respeito.
Não aceitaremos que os usuários sejam prejudicados com fechamentos de serviços ou sucateamento da rede . Apesar da atual gestão enxergar apenas a "Cracolândia" a assistência é bem maior.

Ficamos extremamente satisfeitos (todos os presentes) com a disposição de todos de ir para a luta sem qualquer ressalvas (vejam que houve quem considerasse inútil dialogar com o atual secretário ) . 
Esse FAS é surpreendido com as ações da atual gestão de SMADS uma vez que o Prefeito João Doria  se comprometeu com a população mais vulnerável como é possível cortar orçamento para essa pasta?
Desde o primeiro momento nos comprometemos em ajudar a construir juntos com a gestão uma política melhor , mas infelizmente , dialogo para se estabelecer deve ter a disposição de ambas as partes .
A executiva do FAS tentará em conversa sensibilizar a senhor secretário e mostrar que política publica não é igual administrar  empresa unde um manda e todos obedecem ao "patrão" é feita ouvindo , dialogando e negociando.
Conforme for havendo novidades divulgaremos as informações .
Vale registrar que o sindicato patronal ( Sinbifir) e o laboral ( Sitraemfa) que compõe a executiva do FAS se comprometeram com as pautas e estão liderando cada qual no âmbito de suas atribuições esse processo. 
 Aproveitamos a oportunidade para convoca-los para a próxima plenária do FAS que acontecerá dia 14/08 as 9:00 horas no 1º andar ( não se engane FAS em outro andar ou local é falso! Vá apenas no legítimo) ... o secretário Filipe Sabará havia confirmado presença , mas não sabemos se manterá a disposição de ir . De qualquer modo na plenária detalharemos todas as informações e avaliaremos os encaminhamentos já realizados .
Com uma postura serena mas firme defenderemos o SUAS  na cidade !


Coordenação Executiva FAS/SP





Mais fotos :







































Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pelo seu comentario