A coordenação executiva do FAS, em reunião com o Secretario da SMDAS.


No dia 26 de Junho próximo passado, às 16 hs. realizou-se, o encontro com o novo Secretário da Assistência Social, da Prefeitura da Cidade de São Paulo, Sr. Milton Roberto Persoli.

Há um ano, Chefe de Gabinete da pasta, foi indicado pelo Prefeito, como substituto da Sra. Alda Marco Antonio.

Na pauta, e Coordenador do FAS, Pe. Lédio Milanez relatou o processo de negociação pelo reajuste da “Tabela de Custos por Elementos da Assistência Social” (http://goo.gl/fyXbC) que regula os Convênios com a Secretaria. Estas negociações se iniciaram no mês de março de 2011.

Na apresentação feita pelo coletivo é que as entidades conveniadas não tiveram resposta, nem retorno, da Sra. Alda Marco Antonio, desde o mês de dezembro.  Neste mês, em contato com a Sra. Nazareth Cupertino, a Secretaria  ofereceu o 7,5% de reajuste retroativos a julho de 2011. O FAS-SP se reposicionou  com uma contraproposta 15% a partir de janeiro de 2012 em um encontro pessoal com a vice-prefeita, efetuado na Câmara Municipal. Foi o último contato.

O Secretario Persoli, comunicou que a Sra. Marco Antonio indicou-lhe, que esse tema teve uma parecer emitido pela secretaria e que está em estudo da Secretaria de Planejamento.
Como complemento, a Dra Simone Bicudo, do Sindicato das Entidades - SINBFIR - indicou que o Mandado de Segurança Coletivo, apresentado a um mês atrás, estaria chegando ao Poder Executivo Municipal para requerer as justificativas da ação do “não reajuste” da Tabela. 

Este tema será tratado na Assembleia, que o SINBFIR programou para ao dia 4 de Julho, onde se deliberarão outras medidas concretas.

Paralelamente, o Sindicato dos trabalhadores -SITRAEMFA-, representado pela Sra. Maria Gusmão Pereira, informou que na próxima assembleia, do dia 14 de julho, estaria analisando idêntica pauta.  A assembleia é motivada por estar emtempo de negociações salariais do presente ano.

O Secretário informou que a SMDAS, até o dia 4 de julho, retornará com uma resposta concreta às demandas apresentadas pelo FAS.

Os Sindicatos Patronal e dos Trabalhadores, ainda, se posicionaram que nas suas respectivas assembleias haverá a discussão da pauta, inclusive com a possibilidade, da "entrega dos serviços de forma unilateral pelas conveniadas" e a "paralisação das atividades" por parte dos trabalhadores na rede sócio-assistencial.

Estiveram presentes no encontro pela SMADS: o secretário, Angela Eliana de Marchi, Zilah Daijo Kuroki e Ana Maria Secches.

Pelo FAS-SP: Pe. Lédio Milanez; Carlos Nambu; Célia Borba de Souza; Carlos Aureliano; Michele Hartwerger; Juan Plassaras. Representado os trabalhadores: Maria Gusmão Pereira; representando as entidades: Simone Cortez Bicudo Ferreira.
Confira o Perfil do Secretário Milton Persoli: http://goo.gl/MWBol

Juan Plassaras
FAS.Comunica

Comentários

  1. Anônimo13/7/12

    Nem chegamos a conhecê-lo e já se foi. Isto é que é mandato tampão.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Muito obrigado pelo seu comentario

Postagens mais visitadas deste blog

URGENTE! PUBLICADO A SENTENÇA ARBITRAL DO DISSÍDIO COLETIVO DA CATEGORIA!

Legislação Participativa debate direito à assistência social e financiamento do setor

PREFEITO ANUNCIA PRORROGAÇÃO DA ANUALIDADE E OUTRAS MEDIDAS EM REUNIÃO COM O FAS