COMUNICADO FAS 014: Sem investimento público, os serviços são precarizados

COMUNICADO FAS 014
A Coordenação do Fórum Municipal da Assistência da Cidade de São Paulo convoca usuários, trabalhadores, entidades/organização da Assistência Social (poder público e sociedade civil) para o ato público em defesa da assistência social.

Data: 12 de março de 2012.
Início: 9 horas – em frente à Câmara Municipal de São Paulo.
              Em seguida, marcha até a Prefeitura Municipal de São Paulo.
Término: 13 horas - em frente à Promotoria do Estado de São Paulo
Leve sua faixa, cartaz e outros meios para manifestar à cidade o descaso do Poder Público Municipal.

Não deixe enganar.
O governo Gilberto Kassab não prioriza a assistência social. Além da política higienista, o último reajuste dos custos da assistência social foi em janeiro de 2010. 
Sem investimento público os serviços são precarizados:
Não é possível reajustar os trabalhadores;
aos usuários é oferecido serviços com menor qualidade do que preconiza o Sistema Único da Assistência Social devido a inflação,  aumento de preços e rotatividade dos trabalhadores do setor.
Divulgue e participe desta luta! Investir na assistência social mais do que uma decisão técnica é uma decisão política. O prefeito, junto com a Câmara de Vereadores, nos últimos anos está mostrando à cidade sua prioridade. E as políticas sociais não são prioridades de seu governo. Venha marchar contra isso!

Fórum da Assistência Social da Cidade de São Paulo.

Comentários

  1. Anônimo9/3/12

    e abusivo a forma como esse prefeito considera a assistencia social essa vice como secretaria da assistencia e desenvolvimentosocial nao deveria ter aceito o cargo pois nao nenhum perfil

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Muito obrigado pelo seu comentario

Postagens mais visitadas deste blog

URGENTE! PUBLICADO A SENTENÇA ARBITRAL DO DISSÍDIO COLETIVO DA CATEGORIA!

Legislação Participativa debate direito à assistência social e financiamento do setor

PREFEITO ANUNCIA PRORROGAÇÃO DA ANUALIDADE E OUTRAS MEDIDAS EM REUNIÃO COM O FAS