Região Metrpolitana de SP : 1,1% da população está abaixo da linha da pobreza




Dados preliminares do Censo Demográfico de 2010 divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) revelam que 1,1% da população da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) reside em domicílios cuja renda situa-se abaixo da linha de pobreza extrema, de R$ 70 per capita, conforme definição do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Isso representa 2% dos domicílios pobres do país.
Os números do IBGE relativos à RMSP constam na edição de julho do Boletim Metropolitano de Conjuntura Social e Econômica, produzido pela Consultoria Técnica de Economia e Orçamento da Câmara Municipal de São Paulo. O estudo começou a ser feito no mês passado por ocasião da criação do Parlamento Metropolitano — órgão de caráter consultivo que reúne as 39 Câmaras Municipais da região com o objetivo de buscar soluções integradas para problemas comuns entre os municípios.
Ainda de acordo com o boletim, na Região Metropolitana encontra-se 51% da população dos domicílios com renda per capita abaixo da linha de pobreza extrema do Estado de São Paulo, sendo que 23% estão na capital e 28% nas demais cidades.
Sobre a distribuição geográfica, o estudo indicou que o menor percentual de munícipes abaixo da linha da extrema pobreza encontra-se em São Caetano do Sul (0,2%) e o maior, em Juquitiba (3,2%). São Paulo aparece em quinto lugar, com 0,9% da população.
Quanto à renda mensal média, as primeiras posições do ranking são ocupadas por Santana de Parnaíba (R$ 1.798,95), São Caetano (R$ 1.791,98) e São Paulo (R$ 1.495,04), e as últimas por Juquitiba (R$ 537,36), Itaquaquecetuba (R$ 514,96) e Francisco Morato (R$ 489,77).

  • Para ler a íntegra do estudo elaborado pela consultoria da Câmara, clique aqui ou no selo abaixo.
pdf_cmsp

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

URGENTE! PUBLICADO A SENTENÇA ARBITRAL DO DISSÍDIO COLETIVO DA CATEGORIA!

Legislação Participativa debate direito à assistência social e financiamento do setor

PREFEITO ANUNCIA PRORROGAÇÃO DA ANUALIDADE E OUTRAS MEDIDAS EM REUNIÃO COM O FAS