Movimentos sociais cobram mais recursos para programas de moradias em São Paulo

São Paulo – Um protesto de movimentos sociais por moradias reuniu hoje (19), segundo a Polícia Militar, cerca de 1,5 mil pessoas, nas proximidades do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. Entre outras demandas, os militantes reivindicam recursos estaduais para o programa Minha Casa, Minha Vida. Após o ato, eles foram recebidos pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), Marcos Penido.
A CDHU informou, por meio de nota, que dará prioridade à complementação dos recursos disponibilizados pelo programa do governo federal. “A companhia já fornece assistência técnica gratuita às entidades que desejam participar do programa e ainda oferece uma contrapartida de até R$ 20 mil por unidade”. A companhia se comprometeu a estabelecer um canal de diálogo com os movimentos sociais para avaliar novas propostas dessas entidades.
No encontro ficou acertado ainda que a primeira reunião do Conselho Estadual da Habitação ocorrerá na segunda quinzena de maio. O conselho, instalado no fim do ano passado, reúne membros dos movimentos sociais, do Poder Público e de entidades empresariais.
Edição: Aécio Amado
19/04/2011 - 20h48
Daniel Mello
Repórter da Agência Brasil

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

URGENTE! PUBLICADO A SENTENÇA ARBITRAL DO DISSÍDIO COLETIVO DA CATEGORIA!

Legislação Participativa debate direito à assistência social e financiamento do setor

PREFEITO ANUNCIA PRORROGAÇÃO DA ANUALIDADE E OUTRAS MEDIDAS EM REUNIÃO COM O FAS