Movimentos sociais cobram mais recursos para programas de moradias em São Paulo

São Paulo – Um protesto de movimentos sociais por moradias reuniu hoje (19), segundo a Polícia Militar, cerca de 1,5 mil pessoas, nas proximidades do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. Entre outras demandas, os militantes reivindicam recursos estaduais para o programa Minha Casa, Minha Vida. Após o ato, eles foram recebidos pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), Marcos Penido.
A CDHU informou, por meio de nota, que dará prioridade à complementação dos recursos disponibilizados pelo programa do governo federal. “A companhia já fornece assistência técnica gratuita às entidades que desejam participar do programa e ainda oferece uma contrapartida de até R$ 20 mil por unidade”. A companhia se comprometeu a estabelecer um canal de diálogo com os movimentos sociais para avaliar novas propostas dessas entidades.
No encontro ficou acertado ainda que a primeira reunião do Conselho Estadual da Habitação ocorrerá na segunda quinzena de maio. O conselho, instalado no fim do ano passado, reúne membros dos movimentos sociais, do Poder Público e de entidades empresariais.
Edição: Aécio Amado
19/04/2011 - 20h48
Daniel Mello
Repórter da Agência Brasil

 
Movimentos sociais cobram mais recursos para programas de moradias em São Paulo Movimentos sociais cobram mais recursos para programas de moradias em São Paulo Reviewed by Juan on abril 20, 2011 Rating: 5

Nenhum comentário

Muito obrigado pelo seu comentario