Cras de Santo Amaro é inaugurado pela Prefeitura

São paulo - O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, inaugurou nesta quarta-feira (23) as novas instalações do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Santo Amaro, na Zona Sul de São Paulo. Sediada na Rua Toninhas, 211, e a escolha foi estratégica, uma vez que o novo espaço está mais próximo à população em situação de risco e vulnerabilidade.

A vice-prefeita e secretária municipal de Assistência Social, Alda Marco Antonio, acompanhou Kassab no evento que apontou a importância de aproximar cada vez mais o Poder Público das pessoas que mais precisam. "Essa é uma região que tem uma demanda grande e hoje estamos trazendo uma boa notícia para a comunidade: mais um equipamento da prefeitura chega para proporcionar um bem estar para a população", ressaltou o prefeito.

Cinco mil

Segundo informou Kassab, o Cras funciona na região desde maio de 2009 e, agora, terá capacidade para realizar cinco mil atendimentos por mês. No local serão oferecidos benefícios diversos destaque para a concessão da Carteira do Idoso para o transporte interestadual, inclusão nos Programas de Transferência de Renda, como o Bolsa Família, o Renda Mínima e Cidadã, além de apoio, orientação e encaminhamentos para a rede assistencial.

No novo espaço de 400 metros quadrados de área construída, a estrutura do imóvel proporciona conforto aos usuários, como sala de espera com televisão, salas para atendimento individual e reunião com grupos de famílias, espaço lúdico para crianças, quatro banheiros, sendo um adaptado para deficientes. A unidade disponibiliza ainda fraldário e estacionamento com uma vaga para deficientes e outra para idosos.

Uma equipe multidisciplinar composta por assistentes sociais e psicólogos, entre outros profissionais, está à disposição para atender as demandas da população do distrito. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Aumento de 38%
O Cras é uma unidade pública estatal, da política de assistência social, que tem por objetivo prevenir a ocorrência de situações de vulnerabilidade e riscos sociais, oferecendo os seguintes serviços: inclusão de famílias em programas de transferência de renda; inclusão de famílias na rede socioassistencial conveniada; concessão de benefícios eventuais; concessão de Carteira de Idosos para transportes interestadual, orientação e encaminhamento para inclusão de pessoas com deficiência e pessoas idosas no programa de Benefícios de Prestação Continuada (BPC). SSão 35 Cras espalhados pela cidade, próximos da população em vulnerabilidade social.

Criado há sete anos, o serviço funcionava em cada uma das 31 subprefeituras da capital. Em abril de 2009, começou o processo de descentralização com as inaugurações das sedes próprias. O resultado da mudança foi verificado a partir do aumento do número de atendimentos realizados.

No ano de 2010, por exemplo, os Cras atenderam 182.830 pessoas que foram em busca de informações sobre os programas de transferência de renda. Hoje, 302 mil benefícios são pagos por meio dos programas de transferência de renda.

Só para se ter uma ideia, também em 2010, os Cras concederam 33.954 benefícios eventuais, entre eles: auxilio alimentação, transporte urbano, concessão de carteira do idoso para transporte municipal e interestadual. Este último registrou a emissão de 6.124 carteiras.

Ressalta-se que de janeiro a dezembro do ano passado, os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) atenderam 421.143 pessoas, representando um aumento de 38% em relação ao mesmo período de 2009.



DCI - 24/02/11 - 00:00

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

URGENTE! PUBLICADO A SENTENÇA ARBITRAL DO DISSÍDIO COLETIVO DA CATEGORIA!

Legislação Participativa debate direito à assistência social e financiamento do setor

PREFEITO ANUNCIA PRORROGAÇÃO DA ANUALIDADE E OUTRAS MEDIDAS EM REUNIÃO COM O FAS