Padre denuncia: "Matar morador de rua virou um favor em SP"

Na terceira parte de sua entrevista ao Vermelho, o padre Júlio Lancellotti, líder da Pastoral da Rua, rebate o cônego Walter Caldeira, da administração da Sé, que defendeu a repressão da Guarda Civil Metropolitana aos moradores de rua. “Jesus Cristo morreu na cruz, fora da cidade, no meio de dois bandidos — e morreu como bandido, como malfeitor, como agitador político. Ele não estava no trono do templo todo bonitinho, todo perfumado.”

Veja a entrevista completa: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=8&id_noticia=129755

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

URGENTE! PUBLICADO A SENTENÇA ARBITRAL DO DISSÍDIO COLETIVO DA CATEGORIA!

Legislação Participativa debate direito à assistência social e financiamento do setor

PREFEITO ANUNCIA PRORROGAÇÃO DA ANUALIDADE E OUTRAS MEDIDAS EM REUNIÃO COM O FAS