Bolsa-Família em SP tem pior índice entre capitais

São Paulo deixa de atender atualmente 155 mil famílias no programa Bolsa-Família por falta de inscrição no Cadastro Único. Anteontem, o Ministério do Desenvolvimento Social liberou R$ 4 milhões para que a capital paulista, a mais rica do País, termine o cadastramento e possa aumentar seu atendimento. Hoje, a cidade tem o pior nível de atendimento do Brasil.

Veja mais:  http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100128/not_imp502678,0.php

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

URGENTE! PUBLICADO A SENTENÇA ARBITRAL DO DISSÍDIO COLETIVO DA CATEGORIA!

Legislação Participativa debate direito à assistência social e financiamento do setor

PREFEITO ANUNCIA PRORROGAÇÃO DA ANUALIDADE E OUTRAS MEDIDAS EM REUNIÃO COM O FAS